Artigo

Como acelerar seu site WordPress

Como acelerar seu site WordPress em 9 Passos Fáceis

Introdução

Estudos revelam que as pessoas não tem paciência quando estão na internet. Aproximadamente 25% das pessoas abandonam uma página da internet que não carrega em 4 segundos ou menos. Pode parecer duro. Felizmente resolver isso não é tão difícil, se você conseguir reduzir o tempo de carregamento do seu website para 2,9 segundos, será mais rápido que metade do websites existentes. Isto significa que até mesmo a minimas melhorias de velocidade do website podem resultar em vantagens enormes para seu negocio. E como o WordPress domina metade da internet, donos de websites querendo melhorar a velocidade do site WordPress não é uma surpresa.
Neste tutorial, iremos mostrar como acelerar seu WordPress em 9 passos simples. Você não precisa ser um guru da programação para seguir este guia. Este tutorial WordPress é destinado as pessoas que estão iniciando. Seguindo este tutorial não irá apenas turbinar a retenção de seu site mas também melhorar o SEO!

Oque irá precisar

Antes de começar este tutorial você irá precisar de:

  • Acesso ao painel administrativo do WordPress

Passo 1 – Testando a Velocidade do WordPress

Antes de começar a jornada de otimização do seu WordPress, você precisa  saber como esta o sue site comparado com os outros sites. Testando a velocidade do seu site não é meramente uma formalidade, você pode se livrar de problemas seguindo o restante deste tutorial se seu site já tiver uma boa velocidade. Existem milhares de ferramentas uteis para indicar a performance do seu site. Recentemente publicamos um tutorial detalhado de como testar o seu site no GTmetrix, isto da dicas uteis de melhoria de velocidade combinado com intuições do Google Page Speed e resultados YSlow. Finalmente, se você verificar seu site contra outros sites, você pode você pode verificar o Pingdom.

Passo 2 – Removendo plugins e temas desnecessários

É normal adicionar novas funções em seu site para que ele se mantenha moderno e relevante. Em sites WordPress, isto é feito via plugins e temas. Muitas vezes, novos plugins substituem funcionalidades das funções originais que não são tão funcionais. Conforme o tempo passa, você deve encontrar seu site cheio de plugins e temas que não utilizados a algum tempo.
Um número excessivo plugins, especialmente os obsoletos, podem reduzir drasticamente a performance do WordPress. Como uma regra geral, a primeira coisa a fazer é remover ou pelo menos desativar os plugins desnecessários quando estiver otimizando o WordPress. O ideal é que seu site tenha apenas os plugins que são essenciais para o funcionamento. Tenha certeza de verificar nosso guia de como instalar e desinstalar plugins no WordPress.

Passo 3 – Minificando CSS, HTML e JavaScript

Minificar é uma das técnicas mais uteis se você quiser garantir a performance do seu site. Na tentativa de reduzir o tamanho dos arquivos do front-end e scripts (HTML, CSS, JS) removendo caracteres, como espaços e comentarios destes arquivos. O resultado é exatamente a mesma funcionalidade sem o volume adicional.
Plugins podem ajudar a na minificação incluem Autoptimize e W3 Total Cache. Para uma visão mais detalhada de como melhorar a performance do website através de arquivos minificados, veja este tutorial detalhado.

Passo 4 – Ativando Compressão Gzip

Além de minificar os arquivos, você pode também se beneficiar com uma forma separada de compressão, conhecida pro Gzip. Essencialmente, quando alguém visita seu site, recursos (arquivos) do seu site são buscados. Quanto maior os recursos, mais tempo para carregar no lado do cliente. Ao ativar a compressão Gzip, você pode diminuir substancialmente esses recursos, desta forma acelerando o processo de carregamento do site WordPress.
Para verificar se o seu site tem a compressão Gzip ativada, use checkgzipcompression.com, se não estiver, dite seu arquivo .htaccess e adicione o código a seguir:

<IfModule mod_deflate.c>
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/html
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/css
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/javascript
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/plain
  AddOutputFilterByType DEFLATE image/x-icon
  AddOutputFilterByType DEFLATE image/svg+xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/rss+xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/javascript
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-javascript
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/xhtml+xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-truetype
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-ttf
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-otf
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-opentype
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/vnd.ms-fontobject
  AddOutputFilterByType DEFLATE font/ttf
  AddOutputFilterByType DEFLATE font/otf
  AddOutputFilterByType DEFLATE font/opentype
# For Older Browsers Which Can't Handle Compression
  BrowserMatch ^Mozilla/4 gzip-only-text/html
  BrowserMatch ^Mozilla/4\.0[678] no-gzip
  BrowserMatch \bMSIE !no-gzip !gzip-only-text/html
</IfModule>

Você pode também seguir nosso guia dedicado ao processo de ativar compressão gzip passo a passo no seu servidor. Por outro lado, plugins como WP-ROCKET podem ativar a compressão Gzip do seu site automaticamente.

Passo 5 – Otimizando Imagens

Devido à sua natureza estática, as imagens podem parecer bastante inocentes. Mas não seja enganado com isso – imagens em alta resolução podem causar empecilhos no carregamento no site caso você não preste atenção no tamanho das imagens. Isto não significa que você deva abandonar imagens de alta definição e utilizar menores. Existem muitos métodos de otimizar imagens em seu website. Plugins do WordPress como Smush Image Compression e Optimization oferece uma forma conveniente de alcançar boa velocidade de resposta sem perder a qualidade da imagem. Para mais informações sobre otimização de imagens no WordPress veja este tutorial.

Passo 6 – Dividindo conteúdos longos em páginas

Outra dica que você talvez tenha encontrado enquanto procurava formas de otimizar o WordPress é paginação. Isso significa dividir a pagina com conteúdos muito grandes em partes menores.  Essas partes podem ser visualizadas uma por uma em paginas separadas.
Paginação é normalmente utilizado para seções de comentários em websites, que carregam milhares de comentários simultaneamente utilizando muito trafego. Você pode facilmente ativar paginação nos comentários de um site WordPress – Apenas vá nas configurações, e vá em discussões. Aqui você pode determinar o número máximo de comentários por página. Um número balanceado é o recomendado. Não muitos por página, mas também, não pouco para que os usuários não precisam fica clicando constantemente em próxima pagina.
Em adição a seção de comentários, paginação pode também ajudar a dividir um post ou página em paginas separadas. Isto pode ser muito útil para posts longos, pois usuários não são aceitáveis com grandes textos a primeira vista. Paginação em posts podem ser ativados adicionando <!nextpage-> na versão text do post. WordPress irá detectar automaticamente e ativar para você.

Passo 7 – Atualizando o PHP para aumentar a velocidade do WordPress

Este é um dos truques menos conhecidos. Entretanto, é um dos que tem maiores impactos. Migrando do PHP 5 para o PHP 7 por sua conta pode parecer assustador, mas os benefícios são praticamente implorando para que você faça essa troca. A performance do WordPress aumenta o dobro no PHP 7  comparado ao PHP 5, o antigo pode processar 112% mais pedidos por segundo que o atual. Entretanto, WordPress também se beneficiou com o PHP 7 em otimização no consumo de memória, resultando em um melhoria de performance de 30 a 50%. É por isso que o PHP 7 é a versão padrão em nossos planos de hospedagens compartilhadas e conseguimos oferecer 5X mais velocidade pois somos otimizados para WordPress.
Algo que precisa ter em mente, entretanto, é a compatibilidade atrasada do PHP 7. Isto significa que você pode ser que alguns dos plugins ou temas que você utiliza não sejam compatíveis, incluindo aqueles que funcionavam perfeitamente no PHP 5. Para verificar se o seu site com os plugins e temas atuais são compatíveis use o PHP Compatibility Checker para o WordPress.

Passo 8 – Utilizando Plugin de Cache

Cache é o mecanismo conhecido por diminuir as cargas dos servidores. Basicamente, cache é um sistema que armazena as informações que são utilizadas com frequência pelo sistema dos clientes para que o navegador não precise ficar puxando as mesmas informações repetidamente do servidor. Cache pode melhorar substancialmente a performance  do site, sendo assim, umas das principais técnicas para melhorar performance do site WordPress.
Uma variedade de plugins estão disponíveis para WordPress com diferentes tipos de cache, incluindo WP-Rocket e W3 Total Cache. Recomendamos visitar nosso guia de como utilizar WP Super Cache para ativar cache no seu site WordPress.

Passo 9 – Utilizar uma rede de entrega de conteúdo (CDN)

Com a internet cada vez mais rápida, as vezes é fácil  esquecer, que os sites são hospedados em um servidor físico normalmente longe de sua localização. E as vezes, a distancia é tão grande que isso pode afetar o tempo de resposta. A maioria dos sites resolvem esse problema através de uma rede de entrega de conteúdo (CDN).
Quando você ativa CDN em seu website, o navegador do cliente não precisa buscar todas as paginas do servidor, ao invés disso, algumas paginas estáticas são forçadas a a ficar nos data centers próximos do navegador do cliente. Isto reduz o número total de requisições solicitadas ao servidor, consequentemente melhorando a performance do WordPress.
Várias opções estão disponíveis para escolher um CDN. Os mais populares incluem Cloudflare e MaxCDN. Nós fornecemos um tutorial separado de como configurar Cloudflare para seu site WordPress.

Conclusão

Neste tutorial, vimos como melhorar a velocidade do seu site WordPress seguindo algumas simples e uteis configurações. Seguindo estes passos, você deve ser capas de ver melhorias significantes na performance do site WordPress.
Para mais dicas e truques bem como guias detalhados, veja nossa seção de tutoriais WordPress. E se quiser conhecer mais sobre nossos planos, serviços de hospedagem de site e suporte, você pode entrar em contato com a nossa equipe.
[FONTE ]

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *