Eletrônica

Radio de galena

     A rigor “Galena” é o nome que se dá ao cristal aí ao lado. Ou em sua forma pronta para uso, aí em baixo
que consistia num suporte (uma espécie de gangorra)  em cuja extremidade era presa uma das pontas de um fiozinho. Com a outra se procurava omelhor ponto de contato com o cristal de galena. Mais tarde se descobriu que um outro cristal, o de germânio, também servia. E então o encapsularam, como se vê abaixo: 

                    A partir daí as coisas ficaram muito mais fáceis. É claro. E os receptores de galena também ficaram muito mais simples. Com apenas um diodo desses (1N34, 1N60, etc. Sempre degermânio ) e um fone adequado  já é possível ouvir uma estação qualquer. Veja o modo de ligá-los, aí, do lado direito e abaixo.

          Simples de tudo. um diodo de germânio  e um fone de ouvido. Um pedaço de fio de mais de 10 metros (quanto mais comprido melhor) como antena. Uma ligação a um pedaço de ferro enterrado (o fio terra) ou encanamento   de ferro da casa e pronto.

O problema é que os fones de ouvido têm de ter alta impedância, cerca de 2000 ohms. Calma! Eu já explico! 
     Os fones de hoje em dia têm 30 ohm deimpedância (não servem).  Mas há um jeito: Intercale um pequeno transformador entre o receptor e o fone, como aí em baixo.  

         Na prática tenho visto que a inclusão de um transformador (circundado em vermelho)Issoacaba exigindo algumas modificações importantes. Especialmente quanto à posiçãodo diodo. Experimente inverter a posição do diodo). 

  Quanto ao transformador, não é bicho de sete cabeças. Pode ser de qualquer tamanho. É um desses usados em eliminadores de pilhas ou baterias. Preferencialmente deve ser daqueles em que entra 110/220 volts e sai 6 ou 12 volts. A saída (onde sairiam os 6 ou 12 volts) será ligada nos fones. Do outro lado você aproveita apenas os fios do 220 volts. ( Experimente ligar um dos fios ou o outra. Veja o que dá melhor resultado. Normalmente o fio do 220 volts é o marron) Se você inverter qualquer dessas ligações não acontecerá coisa alguma, só não vai funcionará, ou funcionará mal, é só isso. (Rsrsrs) 

              O mais indicado é você ir a uma loja que fabrica transformadores, consultar o catálogo, e descobrir um em que de um lado tenha no mínimo os 2.000 ohm de impedância (não se preocupe com a palavra “impedância”)  e do outro uns 30 (ou o  mais próximo disso). Veja na Rua dos Andradas 377, próximo à Rua Santa Ifigênia).

     Observe que também foi incluida uma bobina e um condensador variável de uns 410 mmf. É a parte da sintonia. Que permite procurar as estações. 

Condensador variável

(Esse tipo de receptor tem baixa seletividade e, não raro,  você acabará ouvindo uma emissora com volume mais alto e uma outra, ao fundo).  Essa é uma peça difícil de se achar. Por isso ultimamente em seu lugar se usa o varicap. Só que esse varicap só funciona com algum tipo de alimentação elétrica, pilhas, baterias, etc. E esse não é o nosso assunto. 
            Quanto a bobina, nada mais é do que umas 80 voltas de fio esmaltado nº 28 sobre sobre uma forma (como um cano de PVC de 4 cms de diâmetro)

[Fonte]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *